Quiropraxia X Osteopatia – As diferenças

Esqueleto

Coluna Vertebral

É uma das coisas mais perguntadas por todos. Qual a diferença entre osteopatia e quiropraxia. Bom para falar a verdade só uma pessoa que fez as duas formações é que poderia responder isso, mas como sou um pouco curioso, procurei entender a diferença entre elas e passar um pouco para voces.

Afirmar que a osteopatia e a quiropraxia tem semelhanças é, exageradamente, uma simplificação excessiva.
Tudo começa em sua formação e fundadores. A quiropraxia foi fundada por  Daniel Palmer
e este, segundo muitos livros que pesquisei, era um estudante do fundador da osteopatia, Andrew Taylor Still e estudava muito e era um dos pioneiros da classe onde estudava, sendo inclusive freqüentador da casa de Still, por ser um aluno exemplar.
Cada pessoa articulou um paradigma sobre a saúde do homem e realizaram seus trabalhos focando a coluna como um papel principal para restabelecer a saúde do corpo
A.T. Still centra a relação da coluna vertebral e esqueleto ao bom funcionamento do sistema circulatório e teorizou um amplo impacto sobre a saúde e o bem-estar.
Palmer, por outro lado, enfatizou a relação entre o esqueleto e o sistema nervoso e teorizou que a interdependência de todo o sistema de uma pessoa depende da boa integração entre as estruturas esqueléticas e a função do sistema nervoso.
Como exemplo, segue uma histórinha sobre os dois:
  • • STILL, salvou, uma criança que perdia sangue por via retal somente com manipulações osteopáticas sem medicação, através de sua teoria “vascular”;
  • • PALMER, por via “neurológica”, após uma manipulação da primeira cervical tratou um empregado acometido de uma antiga surdez;
É muito difícil generalizar sobre como osteopatas e como quiropráticos trabalham pois cada profissional varia em técnica e linha de raciocínio. Há um monte de osteopatas que trabalham “quiropraticamente” e um monte de quiropráticos que trabalham “osteopaticamente”.
Osteopatas têm a reputação de trabalhar de uma forma mais suave, ajustando parâmertos de manipulações e levando a técnica de forma menos agressiva para o paciente, enquanto que o quiroprático vê a manipulação como uma forma de estímulo e esse precisa ser rápido e com certa força, mas de forma extremamente precisa.
Outra forma diferente é que dentro da osteopatia podemos manipular as vísceras e o crânio, já na quiropraxia isso não é estudado, pois em sua visão só a manipulação da coluna já trata tudo.
Ambos, osteopatas e quiropraticos, tratam uma série de problemas similares, sendo que os mais comuns e procurados são as dores nas costas.
Quem eu devo procurar?
Procure saber a formação que aquele profissional teve, e se já tratou com algum conhecido e o que costuma tratar. Pergunte sobre o  tempo de tratamento a sua afinidade e, claro, o valor cobrado.
Só não esqueça, aqui no Brasil ambas formas de tratamento são especialidades do fisioterapeuta.
(RESOLUÇÃO n.º 220, de 23 de maio de 2001: Dispõe sobre o reconhecimento da Quiropraxia e da Osteopatia como especialidades do profissional Fisioterapeuta e dá outras providências. )
Espero poder ter ajudado a tirar essa dúvida !!!!!
Abraços e até a próxima!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

20 Comentários

  1. Carlos

    Ora, Quiropraxia e Osteopatia tem basicamente os mesmos principios, pratiamente com os mesmos objetivos. apenas são técnicas legalmente diferentes, ou seja, o Quiropata faz uma faculdade específica de 4 a 5 anos, e o Osteopata tem que ser fisioterapeuta pois é uma técnica exclusiva deles, então podendo fazer uma especialização posterior em osteopatia.
    Quanto a resultados finais ambos são bons e precisos no que fazem. Sou quiropata e vejo a osteopatia como uma ótima técnica para unir em benefícios dos pacientes. Assim como existe médicos e médicos, existem quiropatas e osteopatas..

    • Rodrigo Zabini

      @Carlos: oi carlos obrigado por participar. Segundo o COFFITO, RESOLUÇÃO Nº 220, DE 23 DE MAIO DE 2001, Publicada no D.O U. Nº 108 de 05/06/01 Seção I, página 46 a quiropraxia é uma especialidade do fisioterapeuta, assim como a osteopatia.
      Concordo com a maioria do que dizes, mas só espero que mude de opniao quanto a osteopatia ser uma técnica, ela é sim uma metodologia de tratamento, uma filosofia, e nao uma técnica. Abraços

      • Roberta

        Pois é….
        Sinto em lhe informar que tenho uma Irma formada em quiropraxia e ela é uma profissão sim…Tenho uma Irma formada em psicologia que tb a 20anos atras não era considerada uma profisão.

        Melhor vc ler mais e rever seus conceitos.

        Roberta Gerlane

        • Rodrigo Zabini

          @Roberta: oi roberta , obrigado pelo comentário. Deixe aqui o link com a lei regulamentando a quiropraxia como profissião
          obrigado abraços

      • Eliana

        Eu sou formada em fisioterapia, massagem terapeutica e Sciencia em saude e bem estar, pelas Universidades Kaplan de Indiana e Ashford de Ohio, e posso te dizer que vc esta completamente enganado, pesquise melhor a respeito, para nao fazer comentarios errados.

        • rodrigo zabini

          @Eliana: oi eliana. Por favor deixe escrito o que está errado para nos atualizar Grato

  2. Resolução de COFFITO rege somente os fisioterapeutas e não tem força de lei. Até onde sabemos, no direito, Quiropraxia ainda é uma profissão não regulamentada no Brasil, apesar de termos duas faculdades de Quiropraxia. Pessoas que comprovem capacidade e incristas em um conselho de classe podem exercer a profissão. Talvez isso venha a mudar nos próximos anos, mas ainda não mudou.

  3. Flávio Vitor

    Sendo profissão ou especialidade de uma profissão já estabelecida, é importante que o profissional seja bem treinado e que haja um conselho regulador. E ponto!

    • Rodrigo Zabini

      @Flávio Vitor: obrigado Flávio, seu comentário disse tudo
      abraços

  4. Raimundo Nilton Aragão

    sou fisioterapeuta estou interessado em fazer uma parceria do curso osteopatia e quiropraxia, e fazer o curso contato 86-99711422/86-3081-1755

  5. fabiana

    fiz uma sessão de osteopatia e o fisioterapeuta apenas tocou levemente em alguns pontos da cabeça e pescoço. Fez uma leve pressão, quase imperceptivel.
    É assim que funciona? Não teve estalos e nem massagem. Apenas isso.
    Estou na dúvida se continuo.
    Me ajudem!!

    • @fabiana: oi fabiana. Cada osteopata trabalha de uma maneira diferente. Procure conversar com ele sobre o que sentiu e as melhoras. Abraços

    • Fabiana. Estamos em 2013 e o que tenho para compartilhar com você é que entre os anos 1993 e 1995 eu e minha irmã fazíamos regularmente sessões de quiropatia com o Dr. Temogin, na cidade de Joinville. Primeiramente nos ficávamos em uma ante sala com discos “polarizadores” (discos com ímãs lados negativos e positivos). Segundo entendi, era uma forma de organizar o equilíbrio das energias. Após uns 20minutos, uma ia para a sala onde ocorria a sessão: delicadamente ele apalpava os ossos em toda a sua extensão e sempre fazia um “cleck” de vez em quanto. Nas costas era pinçada cada vertebra e então alinhada. Isto ocorria com todo o corpo iniciando pelos dedos dos pés, subindo e percorrendo todo o braço até os dedos das mãos e terminava com pescoço e cabeça. Em alguns momentos acreditava que ia ter um troço com o barulho dos estalos, mas tudo ficava bem. Com o passar dos tempos fazíamos uma sessão por mês. Era muitíssimo bom e agradável. Nossa saúde agradecia. Mas agora que precisamos novamente não conseguimos encontrar ninguém que trabalhe como ele. Sentimos falta daquela técnica. Abraço

  6. Eduardo Santana de Araujo

    A quiropraxia já é regulamentada no Brasil pelo artigo 3° do Decreto-Lei 938/69, que diz que é “atividade privativa do fisioterapeuta a execução de métodos e técnicas fisioterápicas…”. A quiropraxia (do grego, prática manual) tem por base os 3 princípios da Física Clássica: força, movimento e ponto. Ou seja, ao se transformar princípios físicos em recursos terapêuticos, temos FISIOTERAPIA. As duas “faculdades de quiropraxia” que existem no Brasil têm quase 80% do currículo idêntico ao de Fisioterapia. Logo, na verdade, são graduações em Fisioterapia, formando fisioterapeutas, só que com outro nome. Diversos projetos de lei tentam regulamentar a quiropraxia como uma profissão em separada há uns 10 anos, sem sucesso. Não se consegue acordo com o Conselho Federal de Fisioterapia. A verdade é que a quiropraxia é mais que uma especialidade do fisioterapeuta, ela é a própria Fisioterapia. Aqueles que não sabem, informem-se. O quiropraxista formado numa dessas “faculdades” se torna fisioterapeuta muito rápido se fizer uma adequação curricular em qualquer faculdade de Fisioterapia. Muito mais fácil e livre de problemas.

  7. ISAAC MIRON

    Que discussão esse tema deu hein. A tendencia do mercado é a seguinte,a quiropraxia enquanto graduação ganhou seu espaço merecidamente,embora ainda não exista regulamentação propria, mas, isso é questão de tempo, no entanto, isso nao invalida o fisioterapeuta de continuar a se especializar na tecnica, simples assim, na minha opinião os quiropráticos estao cometendo um erro ao inves de somar forças com quem ja esta no mercado com a tecnica, querer ser ofensivos como ja vi dizendo que so eles entendem de coluna, uma soberba desnecessaria pra quem é novo na area, entao, um conselho, vamos unir forças, com certeza será mais enriquecedor tanto pro quiroprático quanto pro fisioterapeuta especializado em quiropraxia

    • rodrigo zabini

      @ISAAC MIRON: oi isaac obrigado por opinar. Com certeza unir forças é melhor que dividir. Abraços

  8. Sandra Vieira

    Muito obrigada pelas informações Rodrigo.Sou estudando de Fisioterapia e elas me ajudaram diferenciar alguns pontos em que tinha dúvida para realização de trabalho.

  9. Sandra Vieira

    *Estou estudando. Corrigindo comentário anterior…

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>